Anteontem, 10 de Março, foi o meu aniversário de 22 anos. Feliz aniversário para mim! Mas isso não vem ao caso, agora. O importante é sobre o que eu decidi sobre a minha vida como blogueiro – e o que eu fiz no meu aniversário. Tudo está relacionado ao Tokyotopia e, se me permite, gostaria de te contar o que aconteceu nos últimos dois anos, para esse blog finalmente estrear.

Os primórdios

Tudo começa em 2016, no meu antigo blog. Se eu ainda bem me lembro, eu o chamava de Painel de Animes. Era um blog interessante, onde eu escrevia resenhas e comentava animes semanalmente. De vez em quando, ainda fazia questão de escrever umas notas sobre alguma coisa, tipo uma pequena nota sobre um anime que ainda iria estrear no Japão. A grande verdade é que, em meses de existência, a audiência do meu blog sempre havia sido baixa. Talvez pelo conteúdo? Sim, principalmente pelo conteúdo, mas não só.

Percebi que, com o tempo, escrever o que todo mundo já escrevia, ou fazer algo que todos já estavam fazendo, não fazia o menor sentido. Decidi, então, aniquilar o anárquico (referencia velha e do nicho do nicho…) acabar com o Painel de Animes e começar um novo projeto, do zero. Então, lá estava eu, de volta ao planejamento.

A fase de planejamento

O planejamento começou em 2017. Desde lá, eu vinha procurando por um modelo que me agradasse, e que ainda mantivesse o cerne de um blog ativo, que ao mesmo tempo pudesse ser fácil de manter e que não caísse como um fardo para a minha vida. Porém, principalmente, que eu pudesse exercitar minha escrita e continuar falando sobre animes e mangás.

A primeira parte disso, foi encontrar… Um nome? Talvez alguns aqui lembrem-se de Animetrônico, que eu havia escolhido depois de descartar Otakuwave, que apesar de ter um endereço no WordPress.com, nunca veio à vida. Estes nomes foram escolhidos numa época onde eu realmente estava muito interessado na cultura vaporwave.

Otakuwave: O predecessor do Tokyotopia
Otakuwave: Nunca viu a luz do dia

Não que eu tenha me distanciado, estou ouvindo músicas desse estilo musical neste momento, apenas foi uma fase onde eu estava obcecado pela estética, ou melhor, AESTHETICS – e tentei aplicar no meu blog. E, por um tempo, eu consegui. Porém, eu ainda não tinha encontrado o formato que eu pretendia usar no blog. Acabei começando o planejamento pelo passo errado. Nome sempre virá depois de achar um propósito. Acabei retomando o mesmo antigo trabalho que eu já fazia no Painel de Animes, e em apenas um mês, desisti. Não é possível levar para frente um projeto que você não tem o ímpeto de continuar. Mais uma vez, voltei ao planejamento.

O formato

Agora que estou novamente a prancheta de ideias, e que estou seguindo o caminho natural de uma boa ideia para um blog, começo a pensar em formato. Depois de muito matutar sobre, percebi algumas coisas importantes. Primeiro, o blog, do jeito como sempre foi, não morreu. Segundo, o blog não é mais o protagonista. Terceiro, a presença dele no Twitter e Instagram valem muito mais hoje do que a dois anos. (Excluo o Facebook dessa lista, apesar de também ser importante, mas com série de escolhas da rede do Zuck, fica difícil.)

Após pensar e re-pensar o papel de ambos os agentes para a execução do plano… Digo, depois de muito pensar em como colocar as coisas no seu devido lugar e prosseguir com a minha ideia para blog, chego a seguinte estrutura:

  • O blog: Reviews mais longas, reportagens especiais, listas.
  • As redes sociais (Twitter, no Facebook e no Instagram): Notícias, comentários semanais e um contato mais direto com o público.

Agora sim: O nome

Depois de muito procurar por nomes, e de muitos serem escolhidos e descartados (e foram vários, né @atylla_?), chegando a nomes como “Entre no Maldito Robô”, “AnimaHub” e, finalmente, Tokyotopia. Se você já procurou pela estética vaporwave, e acabou esbarrando por algum nome de artista de vaporwave, sabe que este nome tem um quê de anos 80 e de fantasia únicos. E me agrada, o que é o mais importante.

Por sorte do destino, um nome tão bom, estava disponível. Disponível ~mais ou menos~, já que o endereço .com ligado a este nome já está registrado – e custa os olhos da cara. No YouTube, também já existe um canal com este nome, mas nada que atrapalhe futuras expansões.

No Twitter, Facebook e Instagram, dei sorte. Pude registrar todos como @Tokyotopia, e você já pode seguir o blog por lá. Não estranhem se estiver um pouco vazio, as coisas ainda estão sendo colocadas em ordem. Vai a lista:

Essas redes também estão disponíveis próximo ao nome do blog, lá no topo da página, caso queira dar uma olhada depois.

Siga o Tokyotopia!

Vamos conversar sobre nossas waifus favoritas, aquela cena de luta que te deixou sem ar, e muito mais! O Tokyotopia está em todas as principais redes, e você também pode receber todas as novas postagens na sua caixa de entrada!

Daqui em diante

É bem possível que este blog, fique sem publicações recorrentes. ISSO NÃO SIGNIFICA QUE ESTÁ MORTO! Mas que a maior parte do conteúdo estará saindo diretamente nas redes sociais – então, já recomendo que você siga, pelo menos o Twitter, onde eu prometo uma presença constante! Mas, se estiver com saudades, você pode me mandar uma sugestão de pauta, na página contato.

Não posso dizer que tudo o que planejei, dará certo. Apenas posso garantir que o que eu planejei estará sendo feito. E, como o futuro ninguém sabe, me sobra apenas vivê-lo.

Acho que, agora, posso finalmente dar boas-vindas aos leitores.

Publicado por Henrique

Apaixonado por jornalismo desde a infância, apaixonado por animes desde a adolescência, sem rumo na vida desde sempre. Comecei minha vida de blogueiro, escrevendo sobre coisa séria, mesmo com 11 anos de idade. Mudei completamente, quando conheci minha primeira waifu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *