Não é preciso de muito, para fazer um anime decente. Só precisa de uma visão, do que será a história no futuro, um motivo para aquilo acontecer e personagens razoavelmente bem fundamentados. Alguns, até, dispensam esta última parte. A questão é que, com esta fórmula, você tem um anime padrão. O diferencial que for usado, é que se tornará o mote da história. Oresuki se envereda nesta direção.

Não há muito o que falar, já que até o presente momento, foram transmitidos quatro episódios. O que dá para dizer, é que Jouro-kun é um dos protagonistas de animes mais filhos da p**a que eu já vi, apesar de não se comparar ao Makoto-kun, de School Days. Ele é dissimulado, e usa todos os clichês de um protagonista de comédia romântica, para replicar todo modus-operandi desse tipo de história, na vida dele.

O que ele não poderia contar, é que nem todos a sua volta estão em sintonia com ele. O fato de ele não ser o protagonista de sua própria história romântica, é sensacional. E o fato de a única garota que gosta dele, ser a que ele aparenta menos gostar, é uma das melhores piadas, em Ore wo Suki nano wa Omae dake ka yo (OreSuki).

Jouro, que finge ser uma pessoa boa, por motivações idiotas, só poderia se dar bem com Sumireko, que finge ser uma garota que só vive na biblioteca, feia e sem amigos. A casca dos protagonistas não representam, nem em sonho, o que eles realmente são. E, quem sofre com isso, é quem atravessa-lhes o caminho. Neste primeiro arco, por exemplo, o jogo emocional de Sumireko para com Jouro, suas “pretendentes” e seu melhor amigo, são tão cruéis e ainda assim tão bons, que a gente esquece que ela é um pouco má, e passar a amá-la. Eles se completam, mas o anime não vai entregar isso tão cedo.

Para os três primeiros episódios, Ore wo Suki nano wa Omae dake ka yo já demonstrou tudo o que poderia ser explorado, neste universo. Agora, fica a dúvida em como esse jogo emocional será trabalhado. Eu estou ansioso, pelo o que está por vir.


Este anime ainda está em exibição, e está disponível na Crunchyroll. Em dezembro, eu retorno a este assunto, numa resenha completa sobre Oresuki!

Siga o Tokyotopia!

Vamos conversar sobre nossas waifus favoritas, aquela cena de luta que te deixou sem ar, e muito mais! O Tokyotopia está em todas as principais redes, e você também pode receber todas as novas postagens na sua caixa de entrada!

Publicado por Henrique

Apaixonado por jornalismo desde a infância, apaixonado por animes desde a adolescência, sem rumo na vida desde sempre. Comecei minha vida de blogueiro, escrevendo sobre coisa séria, mesmo com 11 anos de idade. Mudei completamente, quando conheci minha primeira waifu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *